O carnaval em família agora terá mais um pequeno integrante? A diversão será maior ainda, assim como a atenção com seu filho. Antes de tudo, esqueça aquela maratona carnavalesca que ia madrugada adentro, assim como as bebidas alcoólicas em excesso. Sim: quem vai ditar as regras a partir de agora será o seu mini folião.

O primeiro cuidado será com a escolha da fantasia. Carnaval e calor caminham juntos, então prefira roupas leves, como indiozinhos e baianinhas. Se optar por fantasias prontas, atente para os tecidos, que não podem ser pesados, daqueles que dificultam a transpiração. As máscara em material sintético, que dificultam a respiração, devem ser evitadas, assim como as maquiagens. Com o calor e a transpiração, a tendência é que os produtos entrem nos olhos das crianças, o que pode causar alergias.

O ideal é que a criança se alimente antes de sair de casa. Leve alimentos frescos e saudáveis, para o caso deles sentirem fome durante a folia. O filtro solar será indispensável e a hidratação, obrigatória! Ofereça muita água, sucos e água de coco e fique com a garrafinha sempre à mão. Se seu filho tomar leite em pó, o melhor é levar o produto num potinho e misturar à água filtrada na hora de servir.

Os confetes arremessados pelos foliões também devem ser motivos de atenção, pois podem entrar na boca de uma criança e de repente engasgá-la. Tire seu filho pequeno de perto se a brincadeira for "guerra de confete". O ideal é evitar festas com muita aglomeração para que não tenha problemas como se perder da criança, por exemplo. Se não for uma criança de colo, vale fazer um cartão ou pulseirinha de identificação com um telefone de contato.

Hoje em dia existem bailinhos específicos para o público infantil, com músicas mais adequadas e som não tão estridente. Os pequenos podem e devem começar a curtir a folia, desde que dentro de seus limites, que são diferentes dos de um adulto. Bebês muito pequenos, por exemplo, têm a audição muito sensível e que pode sofrer danos em lugares com muito barulho.

Os pais conhecem muito bem seus filhos e vão perceber quando chegar a hora de encerrar a festa. Atenção a sinais de cansaço, como choro que não para e birra. Não force a barra. Quando o cansaço bater, a saída é voltar para a casa e dar aquele banho gostoso na criança.