As mães foram pautas também no segundo dia de "Elas por Elas". No sábado dia 1º, Bela Gil, apresentadora, Simone de Carvalho, da Unicamp, e Dra. Elsa Giugliano, da UFRGS, participaram de um bate-papo sobre amamentação em público e nas empresas. O blog da Infanti estava no evento e registrou os destaques.

Muitas mulheres ainda sofrem com preconceito por amamentar em público. Devemos ter o direito de amamentar nossos próprios filhos onde e quando quisermos. Para chamar atenção para esse problema foram criados os mamaços, encontros de mães para amamentar em público. Os eventos, que já são organizados no mundo todo, estão presentes em mais de 80 cidades brasileiras, complementou Simone, que está por trás da organização aqui no país. "Temos que mostrar para sociedade que amamentar é um ato natural".

Segundo a Dra. Elsa Giugliani, amamentar deixou de ser natural com a chegada dos complementos, que por sinal, devemos evitar! De acordo com a Organização Mundial de Saúde, crianças devem fazer aleitamento exclusivo materno até o seis meses e complementar até os dois anos. "Existe um preconceito da amamentação da criança 'grande'. É preciso reverter essa situação. Uma criança de 1 ano e meio não é grande para ser amamentada", complementa Elsa.

Sem contar, que a amamentação só traz benefícios, tendo muitas vantagens não só para a criança, mas também para a mãe. Além de criar um maior vínculo afetivo, o leite protege o bebê de várias doenças e ainda melhora o equilíbrio emocional.  Para a mãe, amamentar diminui a ansiedade e o volume do útero, evita risco de hemorragia pós-parto e auxilia na perda de peso. "Amamentar por muito tempo diminui também o risco de câncer de mama e ovário", cita Elsa.

No entanto, nem tudo são flores. Muitas mães têm dificuldade na hora de amamentar seu filho. Bela Gil contou que não foi fácil amamentar a Flor, de 7 anos, e o Nino, de 10 meses. "Com uma semana meu peito começou a rachar bastante. Era muito difícil amamentar. Eu sentia uma dor insuportável." Nas duas gravidezes foram dez dias de sofrimento. "Acho que a persistência é o segredo porque depois vale muito a pena, é uma sensação muito boa", contou ela.

Durante a amamentação, Bela fez uso de algumas técnicas para melhorar a dor e o fluxo de leite. Banho de sol, mamão e repolho gelado estavam entre elas. No entanto, é preciso ter muito cuidado com o que se utiliza nos seios nesta fase. Segundo a Dra. Elsa Giugliani, não há comprovação científica que essas técnicas funcionam. 

 "A compressa gelada pode ser usada para diminuir a produção de leite e desinchar os seios, enquanto a morna, para aumentar a produção", complementou Elsa.